Fernando Pessoa

Lisboa, 1888 - 1935

“Criei em mim várias personalidades. Crio personalidades constantemente. Cada sonho meu é imediatamente, logo ao aparecer sonhado, encarnado numa outra pessoa, que passa a sonhá-lo, e eu não.
Para criar, destruí-me; tanto me exteriorizei dentro de mim, que dentro de mim não existo senão exteriormente. Sou a cena viva onde passam vários actores representando várias peças.”

in Bernardo Soares, Livro do Desassossego, ed. Richard Zenith, Assírio & Alvim, pp. 283-285, 1998

Os nossos Passeios

Passeios Combinados

Dois autores, um passeio