Aqui o mar acaba e a terra principia

in O Ano da morte de Ricardo Reis

Uma viagem literária, histórica e política no cinzentismo da ditadura vigente nos anos 30 do século XX. Revelam-se os contrastes da capital de ontem e de hoje, na perspectiva de José Saramago e da sua obra O Ano da Morte de Ricardo Reis. Conhecem-se as personagens Lídia, Marcenda, Pessoa e o próprio heterónimo maior do poeta. Num percurso a pé, ao Alto de Santa Catarina “ver os navios”, ao Bairro Alto recordar o jornal “O Século” com a sua obra social, ao Chiado da PVDE e dos intelectuais opositores ao Regime, até ao Rossio da Estação Central, cujo “olho do tempo” nunca pára.

Aqui, onde o mar se acabou e a terra espera

in O Ano da morte de Ricardo Reis

Ponto de Encontro: Jardim S. Pedro de Alcântara

Final do Percurso: Cais do Sodré